“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).


2 comentários

Razão

Por todo o lado há cada vez mais pessoas tão cheias de certezas e tão prontas a impô-las a quem quer que lhes passe pela frente!
É cansativo e saturante ouvi-las.
Eu também tenho as minhas tentações, mas ando a treinar-me.
Na maior parte das vezes, não vale a pena falar com quem não quer ouvir;
mas também não vale a pena ouvir quem só quer falar.
ignant-photography-luca-anzalone-
Tão simples, belo e verdadeiro.

Quando você for se embora,
moça branca como a neve,
me leve.

Se acaso você não possa
me carregar pela mão,
menina branca de neve,
me leve no coração.

Se no coração não possa
por acaso me levar,
moça de sonho e de neve,
me leve no seu lembrar.

E se aí também não possa
por tanta coisa que leve
já viva em seu pensamento,
menina branca de neve,
me leve no esquecimento.

 

Imagem: IGNANT.


2 comentários

Mamã

Mamã capa Mariana Johnson

Mamã é um livro sobre a maternidade visualmente irresistível.

Premiado em 2013, em Compostela, foi escrito e ilustrado pela argentina Mariana Ruiz Johnson.

Mamã livro 2

O livro consiste numa tocante tentativa de definição da palavra mãe.

A ilustração faz-me ter vontade de viver, para sempre, neste mundo de cor.

De facto, é o que acontece às mães: o nascimento de um filho mergulha-nos numa paleta de cores vibrantes e muito mais intensas do que conseguimos, alguma vez, imaginar até vivermos aquele momento violento de fronteira entre a vida e a morte – o parto.

Mamã livro

Este é um dos livros favoritos da Beatriz.

Mamã livro 3

Embora eu não perceba bem por que motivo ela me identifica tanto com a mãe elefanta.

Mamã 2019.jpg

Sinto-me mais mãe felina.

Mamã 5

Da editora Kalandraka.

No blog da autora estão fotografias do livro com muito melhor qualidade do que as minhas que não fazem jus ao trabalho da ilustradora.


4 comentários

A Avó

Hoje a Avó Rosa faz anos.

ptr

Este livro é sobre a Avó.

É que a Avó Rosa, às vezes, também parece que está um “pouco triste, surpreendida, ligeiramente preocupada. Tudo ao mesmo tempo.”.

ptr

Quando a Beatriz fez anos, convencia-a a dar uma prenda à Avó e a ler-lhe o livro em voz alta.

A Beatriz não gosta que a ouçam ler, mas esforçou-se muito e leu para a Avó ouvir.

Este é um livro maravilhoso sobre as linhas que marcam a nossa pele; linhas que guardam os momentos que marcaram a nossa vida.

ptr

São estas as linhas que nos orientam, quando andamos perdidos.

ptr

ptr

ptr

É nestas linhas que ecoam todos os sorrisos da nossa vida.

ptr

ptr

É também nestas linhas que estão registadas as nossas tragédias.

Tudo o que nos molda está na nossa expressão.

Penso que é por isso que há pessoas que se tornam ainda mais bonitas com a passagem do tempo.

É o caso da Avó!

Parabéns!

A autora é a italiana Simona Ciraolo.


Deixe um comentário

Maduro

waif-selfi-MissMoss

Dá a surpresa de ser

Dá a surpresa de ser

É alta, de um louro escuro.

Faz bem só pensar em ver

Seu corpo meio maduro.

 

Seus seios altos parecem

(Se ela estivesse deitada)

Dois montinhos que amanhecem

Sem ter que haver madrugada.

 

E a mão do seu braço branco

Assenta em palmo espalhado

Sobre a saliência do flanco

Do seu relevo tapado.

 

Apetece como um barco.

Tem qualquer coisa de gomo.

Meu Deus, quando é que eu embarco?

Ó fome, quando é que eu como?

 

Fernando Pessoa, 1930

waif-selfi-MissMoss2019