“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).


14 comentários

Um dia

Vai ficar assim, como este da Iris, do blog Snapshots of Home:

tumblr_mhfrw4H5891qzxmvio1_500[1]

Mas ainda está assim…

734088_510747298957882_299077259_n[1]

A imagem assustadora é do móvel da minha bisavó Celeste.

Provavelmente vou manter esta cor.

Provavelmente vou admitir que não tenho tempo de uma vez por todas.

Provavelmente vou ter de contratar o Sr. Eugénio, carpinteiro.


7 comentários

Frascos de Memórias escrevem postais

Os Frascos de Memórias ficam tão felizes nas novas casas que, frequentemente, escrevem postais.

Na loja, publicamos todos os postais, mas não podia deixar de partilhar alguns convosco.

A Inês, do blog Novos Domésticos, começou o ano connosco.

Novos domésticos

Que honra!

A Rosa enviou-nos este postal.

Frasco Rosa Amélia

 

A Joana, do blog A Menina cos(z)e? também nos (a)provou:

Frasco blog Menina cose

A Vanna convidou-nos para a noite de Natal… e aqueceu-nos o coração!

 Frascos Vanna

 

Obrigada a todos os que nos têm recebido com tanto carinho!


23 comentários

Flagrante Delícia

A T é minha amiga, é minha prima e é uma blog hunter.

Tem um talento invulgar para descobrir blogs imperdíveis que eu não conheço e que nunca viria a conhecer na vida.

A T não gosta especialmente de doces, mas encantou-se com o blog da Leonor de Sousa Bastos.

Imaginem o que me aconteceu quando conheci o blog Flagrante Delícia.

Eu adoro sobremesas, fotografia, poesia e textos sensíveis e autênticos.

Pelo que li numa entrevista, a Leonor apagou e voltou a traçar o seu rumo com determinação: desistiu de um curso de Direito e dedicou-se ao que, de facto, a iluminava.

Fiquei fã. Eu e muitos seguidores, aqui e no jornal The New York Times.

Os textos, as fotografias de Miguel Coelho e as receitas são irresistíveis.

Roubei, para vos mostrar, as Bolachas de castanha.

bolachas de castanha

O Pudim flan de abóbora.

01[1]

O Bolo de alfarroba.

bolo de alfarroba

E o Cheesecake frio de manteiga de amendoim com banana.

tarte_manteiga_amendoim_1[1]

Por onde começamos?


15 comentários

Regras

-Mamã, vem ver o que nós desenhámos na parede!

-Como? No papel; queres dizer no papel. Desenharam no papel.

-Anda ver! Anda ver!

mamã voadora

-Quem é aquela a voar?

-É a Mamã! Eu pintei os tectos das casas e os tectos das montanhas. Foi o Papá que fez.

mamã e papá

-E fiz o Papá. É um sol muito grande!

-Eu já venho!

Fico furiosa: desenharam na parede!

Fico encantada: sou uma Mãe voadora!

E o Papá é o Sol!


8 comentários

Nevoeiro

Há dias em que é difícil focar.

Há dias em que as urgências se sucedem e nos ofuscam.

À noite, salvam-me o Amor e a Poesia.

O resto são “vis enganos”.

Skopje-Macedonia-A-member-of-Portugals-Vortice-Dance-Company-during-the-world-premiere-of-Dracula[1]

Ver claro

Toda a poesia é luminosa, até

a mais obscura.

O leitor é que tem às vezes,

em lugar de sol, nevoeiro dentro de si.

E o nevoeiro nunca deixa ver claro.

Se regressar

outra vez e outra vez

e outra vez

a essas sílabas acesas

ficará cego de tanta claridade.

Abençoado seja se lá chegar.

Eugénio de Andrade, Os Sulcos da Sede

A imagem é da Vortice Dance Company.

Já foram a companhia residente do Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz.

Cegueiras várias colocaram fim à parceria.

Cegueiras cheias de razão, como são todas as cegueiras.

Ficámos todos a perder.


15 comentários

Carta

Conheci a iniciativa The world needs more love letters: writing letters to complete strangers can make the world a better place!

Enviar e receber postais e cartas de Amor faz-nos muita falta.

envelope

Durante muitos anos, escrevi cartas e postais.

Na minha família, fui uma das últimas resistentes.

Infelizmente, já não escrevo um postal há 5 anos.

Resolução para 2014: começar a escrever postais com a Beatriz.

photo4-600x450

Para já, acho que 2014 precisa de ser bem recebido por todos nós e precisa de uma carta de Amor muito carinhosa, escrita a verde.

Talvez tenha sido o que faltou a 2013.

2013 acabou gasto, frio e cinzento.

Profissionalmente, foi, sem dúvida, o pior ano da minha carreira de 14 anos.

Mas, provavelmente por isso, foi o ano do nascimento deste blog e da loja.

E os meus amigos, a minha família e a outra metade do meu coração revelaram todo o seu Amor.

E a Beatriz começou a falar (muito) e tornou-se uma companheira incrivelmente amorosa e infinitamente apaixonante.

Quanto a 2014:

Esperámos muito por ti!

Bem-vindo!

Vou dar o meu melhor!

Be gentle!

Alegra-nos!

sweet_lychee_love_letter_project_shirley_lam_6-399x600

Mais mensagens para este ano novinho?

Todas as imagens são do blog The World needs more love letters.