“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Jano

6 comentários

Janeiro provém de Jano, um dos mais antigos deuses do panteão romano.

Jano era o deus de todos os princípios, o que motivou Júlio César a escolhê-lo para designar o primeiro mês do calendário (calendário que ostentava o seu nome, o calendário juliano).

Jano é representado com dois rostos que se opõem: um olhando para a frente, outro olhando para trás.

Atribuem-se ao reinado de Jano as habituais características da Idade do Ouro: completa honestidade dos homens, abundância e paz profunda.

Terá sido Jano o inventor dos barcos.

As mais antigas moedas romanas em bronze tinham, numa das faces, a efígie de Jano e o reverso representava a proa de um barco.

(Estas e outras informações mitológicas constam deste livro maravilhoso.)

A minha proposta para 2018: vamos começar de novo!

O ideal talvez seja aproveitar esta oportunidade de recomeçar e deitar fora o lastro que, às vezes, nos prende.

Recomeçar com as aprendizagens e maturidade do Passado, mas com o olhar num Futuro límpido e venturoso!

 

Autor: Frasco de Memórias

https://frascodememorias.wordpress.com

6 thoughts on “Jano

  1. Confesso que não me deixo guiar pelo calendário do signore Julius não. rs
    Meu ano novo começa em novembro, mais precisamente no dia 29 e agora é apenas a euforia dos fogos (a irritar os cães que latem frenéticamente cá) e das promessas que soam forte na última noite do ano e no dia seguinte são vagas lembranças. Gosto mesmo é de pensar em Jano (post vorta e ante vorta) que sempre me permitiu uma transição entre mundos… o pretérito que sempre me orienta e o futuro para quem lanço um olhar de pouco caso.

    Que 2018 seja menos intenso em sua correria (porque 2017 foi insano, nem agosto conseguiu detê-lo um pouco mais) e que seja mais, que sejamos mais.

    Foi um prazer acompanhar-te em 2017 e com certeza estarei por aqui a ‘vigiar’ as tuas linhas.
    bacio cara mia

    Felice anno nuovo

    • Palavras muito sábias; como sempre, Lunna!
      Sou atingida por este movimento mundial e o janeiro pesa-me muito; fico mais existencialista!
      Que seja um ano mais, sim, Lunna! Que sejamos mais, sim! Gosto muito da ideia!
      E que estejamos mais, também, sem esta insana corrida que também me esgota!
      Também eu gosto muito de andar “por aqui e por aí” em tão boa companhia!
      Felice anno nuovo!
      Bacio!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s