“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Sopa da panela

Deixe um comentário

Adivinha-se uma noite gelada…

Como é que se aquece no Alentejo?

Com a braseira na camilha (ou camila!) e com Sopa da Panela.

sopa da panela

É tão fácil de fazer que reproduzimos a iguaria na Figueira da Foz.

Cozemos a galinha caseira da Avó Rosa, com o chouriço alentejano, a cebola e o sal.

Retirámos os ossos à galinha e cortámos o chouriço.

Em cada prato, colocámos pão alentejano cortado e hortelã e vertemos o caldo da galinha (bem quente), com um pouco de carne e uma rodela de chouriço!

A Avó Silvana disse que nos faltou a carne de porco gorda.

Eu achei que não fez falta.

Esta sopa costuma ser o almoço do Dia de Natal, mas acho que fica muito bem em qualquer dia de frio, quando precisamos de recuperar forças e disposição!

 

Autor: Frasco de Memórias

https://frascodememorias.wordpress.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s