“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Realidade

4 comentários

steph_angelis hwtf

Durante o Renascimento, a beleza feminina era estereotipada, uma beleza irreal e idealizada, tal como diz Maria Leonor Buescu, Literatura Portuguesa Clássica:

“A descrição dos atributos físicos anuncia o convencionalismo de uma beleza que tende para o estereótipo: claros olhos, louros cabelos, tez branca, faces rosadas.

Ao mesmo tempo, a mulher amada é caracterizada por uma seriedade clássica, por vezes fria no acolhimento das homenagens de amor, por doce riso, um gesto brando e sossegado.

Esta mulher encarna e, por assim dizer, simboliza a teoria platónica do amor ideal e inacessível e representa a imagem clássica de Vénus, a qual […] Camões converterá nas imagens plurais do seu universo vivencial. ”

 

Camões, como homem genial e viajado (17 anos por terras, na altura, tão exóticas, como Moçambique, Macau ou Índia), destacou-se e cantou a pluralidade da beleza feminina, por exemplo, nas trovas à escrava Bárbara: “Aquela cativa“.

steph_angelis mulher nua e ventoinha

Também Shakespeare (1564-1616) deseja uma mulher imperfeita, mas real.

Canta essa mulher de “carne e osso” neste poema:

“Minha amante nos olhos o sol não tem,

mais rubro é o coral que a sua boca,

se a neve é branca, o peito é escuro e bem,

se há toucas de oiro, negro fio a touca.

Vi rosas brancas, rubras, damascadas,

não tem rosas na face, ao contemplá-la,

e há essências que são mais delicadas

do que o bafo que a minha amante exala.

Gosto de ouvir-lhe a voz, contudo sei

da música mais doce afinação;

e uma deusa a passar jamais olhei,

a minha amante a andar põe pés no chão.

Creio no entanto o meu amor tão raro

quão falsas ilusões a que comparo.

William Shakespeare, Os Sonetos de Shakespeare, trad. Vasco Graça Moura

steph_angelis hwtf 2018

São assim os génios, destacam-se do grupo e respiram o ar do Futuro!

De um Futuro que ainda não veio!

Nós, cinco séculos depois, começámos a discutir a falta de sentido da beleza padronizada, cada vez mais tirana desde que todas as imagens publicadas são editadas.

Imagens da ilustradora Stephanie Deangelis, encontradas no HWTF.

Autor: Frasco de Memórias

https://frascodememorias.wordpress.com

4 thoughts on “Realidade

  1. Gênios ainda estão sendo compreendidos😁Amei o post.💕Vou compartilhar!😘

  2. Eu nunca apreciei padrões e fugi de todos mas tive sorte que a casa tinha uma mulher que me ensinou a traçar meu próprio Norte. Sou grata a ela por não me impor moldes e me ensinar a não me enfiar neles. rs

    bacio

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s