“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).


Deixe um comentário

Importa?

Ouvi Oliverio Girondo, no programa Literatuta Aqui, dito por Pedro Lamares.

Só cumprimentei o escritor, mas ficou-me a vontade de voar com ele!

Nasceu em 1891, em Buenos Aires.

Não era fisicamente atraente, mas um homem que escreve assim não precisa.

Katharina-Jung_Photography_07

Em total coerência com a transcrição, Girondo casa com a escritora Norah Lange.

“Não me importa nada que as mulheres tenham seios como magnólias ou como figos secos; uma pele de pêssego ou de lixa. Não dou nenhuma importância ao facto de que amanheçam com um hálito afrodisíaco ou com um hálito insecticida. Sou perfeitamente capaz de suportar um nariz que ganharia o primeiro prémio numa exposição de cenouras; mas isso sim – e nisso sou irredutível — não lhes perdoo, sob nenhum pretexto, que não saibam voar. Se não sabem voar perdem o tempo as que pretendam seduzir-me!

Esta foi – e não outra, a razão porque me apaixonei tão loucamente por Maria Luísa.

Que me importavam os seus lábios entalhados e os seus ciúmes sulfurosos? Que me importavam as suas extremidades de palmípede e os seus olhares de prognóstico reservado?

Maria Luísa era uma verdadeira pluma!

Desde o amanhecer voava do quarto até à cozinha, voava da sala de jantar até à dispensa. Voando me preparava o banho, a camisa. Voando fazia as compras, as suas canseiras…

Com que impaciência eu esperava que voltasse, voando de algum passeio pelos arredores! Ali longe, perdido entre as nuvens, um pequeno ponto rosado. “Maria Luísa! Maria Luísa!”… e em poucos segundos, já me abraçava com as suas pernas de pluma, para levar-me voando a qualquer parte.

Durante quilómetros de silêncio planeávamos uma carícia que nos aproximava do paraíso; durante horas inteiras aninhávamo-nos numa nuvem, como os anjos, e de repente, em saca-rolhas, em folha morta, a aterragem forçada de um espasmo.

Que delícia a de ter uma mulher tão leve…, ainda que nos faça ver, de vez em quando as estrelas! Que voluptuosidade a de passarem-se os dias entre as nuvens… a de passar-se as noites de um só voo!

Depois de conhecer uma etérea, pode-nos brindar com alguma classe de atractivos uma mulher terrestre? É verdade que não há diferença substancial entre viver com uma vaca ou com uma mulher que tenha as nádegas a setenta e oito centímetros do solo?

Eu, pelo menos, sou incapaz de compreender a sedução de uma mulher pedestre, e por mais empenho que ponha em concebê-lo, não me é possível nem tão pouco imaginar que possa fazer-se amor a não ser voando. “

Katharina-Jung_Photography_09

As fotografias são da fotógrafa alemã Katharina Jung, uma mulher alada, sem dúvida.

Descobri-a no IGNANT.


2 comentários

Tarte de espinafre e courgette

O Alentejo continua quente e eu continuo sem querer iniciar o hábito das sopas que cheiram a Inverno e dias escuros.

A Beatriz não gosta de saladas e eu encontrei um belo embuste para obrigá-la a comer verdes.

Invento tartes.

nfd

Ingredientes:

-1 embalagem de base de pizza (é a massa pré-cozinhada com menos gordura adicionada);

-1 alho-francês;

-duas mãos cheias de espinafres;

-meia courgette;

-4 fatias de fiambre;

-4 ovos;

-1 dl de natas de soja;

-uma mão-cheia de queijo ralado;

-sal e pimenta.

1-Forrar uma tarteira com a massa.

2-Cortar os legumes e saltear numa frigideira com uma colher de chá de azeite.

3-Bater os ovos com as natas, sal e pimenta.

4-Adicionar aos legumes salteados e ao fiambre.

5-Polvilhar com o queijo e pincelar as margens da massa com azeite.

6-Levar ao forno a 190ºC por 35 minutos.

 


2 comentários

Selvagem

O Senhor Tigre veio connosco da Biblioteca.

Senhor Tigre Capa

O Senhor Tigre vive num mundo de pessoas seríssimas e tenta ser um deles.

Tal como eu.

burst

Sente-se infeliz e preso a obrigações e convenções do mundo adulto.

Tal como eu.

burst

Até que se apercebe de que se sente mais feliz se for fiel à sua natureza.

Tal como eu.

dav

Mesmo que para isso tenha de pôr-se a nu, defraudar expectativas e ser enviado para a selva.

Tal como eu.

dav

dav

Mas o Senhor Tigre não é um Tigre como os outros.

Sente-se demasiado sozinho se for misantropo.

Tal como eu.

Senhor Tigre 14.jpg

Fico assim, de boca caída, no dilema de todos os dias: como contemporizar de forma a viver em sociedade, mas sem anular a minha índole?

O lúcido Tigre é da autoria do criador do livro A Minha Professora é um Monstro (um dos meus livros favoritos), Peter Brown;  no seu blog explica todo o processo criativo, quer enquanto autor, quer enquanto ilustrador.

 

 

 

 


4 comentários

Lois

O mês de Agosto, o mês que parece não ter fim, acaba-se num sobressalto.

Foram 30 dias fora de casa: nada de trabalho, redes sociais, obrigações sociais ou tarefas domésticas. Quase nada….

É, contudo, este o pior mês para viajar.

Em Agosto, todos os sítios do mundo parecem estar descobertos e saturados.

rhdr

Em qualquer lugar minúsculo no mapa ou imagem deserta na Internet, pululam turistas.

Junto ao mar é impossível e na montanha é parecido.

dav

Por esses motivos, fico sempre feliz quando encontro raridades, longe destes nossos tempos tão néon, tão estridentes, tão trendy, tão digitais, tão-tão…

Lois é um deles.

Com a Casa Rural La Catedral de la Montanã.

dav

É a casinha do Avô da Heidi, mas em versão confortável.

Lois é mais pequeno do que a aldeia da Heidi, mas o espírito comunitário faz com que nos sintamos bem recebidos por todos. No segundo dia, tratam-nos pelo nome e convidam-nos para participarmos na dinâmica do lugar.

rpt

oznor

Sem Internet aberta, sem TV ou computadores, o tempo passa da forma certa. Olhamo-nos e ouvimo-nos como quase já nos tínhamos esquecido.

rhdr

No deslumbramento do momento, pensei mesmo que poderíamos ter uma leitaria e eu faria chocolates.

Enfim, Setembro chegou e a realidade também.

As unhas já estão pintadas e o baton na bancada, assim como as restantes pinturas de guerra.

Picos da Europa 2018

Talvez nos valha ainda o ar, o silêncio e a solidão com que enchemos os pulmões!

Bom reinício!

(A primeira, segunda e quarta fotos são da autoria do meu Companheiro de Viagem!)