Frasco de Memórias

“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

A saudade rói os ossos

Deixe um comentário

A escritora brasileira Líria Porto descreve o que estamos todos a sentir: saudade.

durante a tua ausência
deitei-me do outro lado
dormi de rosto colado
com a tua fronha

a saudade é uma doninha
a saudade é uma toupeira
ela rói dentro e fora
rói os ossos rói o peito
o corpo os sentimentos
a saudade rói os sonhos

e mostra os dentes

Não é nada fácil resistir a este bichinho roedor, embora saibamos que os valores que nos motivam ao autoisolamento voluntário são os mais nobres.

A Páscoa chegou num tempo fora do calendário.

Estamos adiados.

Pela Beatriz, esforço-me por assinalar alguma excepcionalidade nos fins-de-semana e datas célebres.

Pela Beatriz, desenhámos coelhos, fizemos bolos e organizámos uma caça aos ovos.

Mas a tristeza está na cara dos poucos que passam na rua e a saudade dos que amamos e que estão tão longe “rói os ossos ” e “rói o peito”.

Gritou-me o meu vizinho da janela: “Temos de estar arrecadados!”.

Oxalá aprendamos a nunca adiar os verdadeiros encontros quando tivermos de novo oportunidade; oxalá nunca mais permitamos que as urgênciazinhas do dia-a-dia se sobreponham aos abraços que ficamos a dever aos nossos amigos e família.

É o meu desejo de Páscoa.

Em sintonia com a celebração cada vez mais oportuna do homem que se superou, renovou e renasceu, há mais de 2000 anos.

Uma Páscoa Feliz!

Autor: Frasco de Memórias

https://frascodememorias.wordpress.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s