“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).


13 comentários

Adoração

Quando a Beatriz nasceu, acordava a meio da noite e acendia a luz só para contemplar as minúsculas narinas ou a forma das sobrancelhas ou as curvaturas das orelhitas.

Chegou o Verão, a Beatriz fez seis meses, e eu fiquei encantada com os cotovelos.

Fui passando pelas unhitas dos pés, pelos nós dos dedos das mãos, pelo desenho da boca, pelos dentes incisivos, pelos pulsos, …

E demoro-me a olhá-la todas as noites antes de apagar a luz.

Agora, anseio pelo Verão, porque a minha última fixação são os joelhos.

Adorações

Trouxe a adoração de outra Mãe, porque neste momento os joelhos da Beatriz são um tesouro que não consigo partilhar.

Em relação a esta e muitas outras adorações, dúvidas, receios, insatisfações e frustrações (às vezes quase diárias: todas!), tenho-me focado nesta lição e nos textos da Mãe destes joelhinhos.

adorações

Porque, apesar de toda a felicidade, há dias difíceis!