“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).


13 comentários

Primos

Os nossos pais viveram sempre na mesma cidade.

Nós precisamos de nos situar geograficamente se falamos ao telefone.

Quando éramos pequenos, corríamos pelo pátio, pelos quintais, atrás das risadas e dos chilreios.

Agora continuamos a correr, sempre atrasados, sempre em urgências.

Dantes falávamos de viagens, projectos, sonhos e pequenos luxos.

Hoje falamos da crise, da precariedade dos nossos empregos; evitamos os projectos adiados e já nem referimos os sonhos adormecidos.

O que aconteceu ao brilho que nos antecedia?

O que está a acontecer à nossa pátria que, como diz o Caetano, devia ser mátria?

Tomai lá do O´Neil

Opressão paint

Para todos os primos da minha geração: Nós não somos os perfilados de que fala O´Neil!

Perfilados de medo

Perfilados de medo, agradecemos

o medo que nos salva da loucura.

Decisão e coragem valem menos

e a vida sem viver é mais segura.

Aventureiros já sem aventura,

perfilados de medo combatemos

irónicos fantasmas à procura

do que fomos, do que não seremos.

Perfilados de medo, sem mais voz,

o coração nos dentes oprimido,

os loucos, os fantasmas somos nós.

Rebanho pelo medo perseguido,

já vivemos tão juntos e tão sós

que da vida perdemos o sentido.