“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).


14 comentários

Alfazema francesa

-Mãe, tenho saudades da Primavera!

-Eu também!

No nosso quintal, continuam as plantinhas arrepiadas.

A única flor que nos alegra os dias é mesmo a alfazema francesa.

É uma espécie de origem selvagem, resistente a doenças, e que cresce vigorosa no Inverno rigoroso e no Verão quente: ideal para um quintal no interior do Alentejo.

Para além disso, cuida do quintal, pois afasta pragas de pulgões, carraças, moscas e escaravelhos.

ramo de alfazema francesa

Este fio descobriu-o na loja Made in Paper!


9 comentários

Frio

Numa casa com muitas divisões (e enormes), as intervenções são lentas e obedecem a prioridades.

Depois das divisões elementares, aguarda intervenção o quarto de hóspedes.

Um lar só adquire verdadeiro calor, quando recebemos os amigos com o conforto que queremos oferecer.

Ainda assim, são os amigos que nos aquecem a casa, quando gela lá fora.

E tem sido difícil resistir a tão baixas temperaturas.

No quintal, a couve bebé arrepia-se e encolhe-se.

couve bebé

O alho-francês decidiu esperar pela Primavera.

alho-francês bebé

A rúcula, felizmente, renovou o ciclo e enche-nos os pratos de verde.

rúcula

A alfazema francesa, conhecida por ser muito viçosa e resistente, não desaponta e perfuma a casa.

alfazema francesa

A Natureza reserva-nos surpresas: nos vasos queimados pela geada, cresce um amor-perfeito.

Amor -perfeito

E atrás dos vasos, a única companheira que, por estes dias, não tem frio.

gatinha

Para o nosso amigo peruano e para as almas angolanas da casa, prepara-se uma grande competição: piri-piri do quintal!

piri-piri

O Perú tem mais de cinquenta variedades de malaguetas e um prato sem picante é um prato sem graça… mesmo que seja uma sopa.

Acho que sei quem vai ganhar…