Frasco de Memórias

“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).


10 comentários

2014 sem nozes

Há muitos anos, quando era pós-adolescente, li o Auto da Alma de Gil Vicente.

Fiquei impressionada: uma Alma, no seu percurso pela Terra, sem conseguir acompanhar o Anjo que a guia.

Pesam-lhe os vestidos, os sapatos, as jóias e os espelhos.

Diz-lhe o Anjo:

“pompas, honras, herdades e vaidades,

são embates e combates para vós.”

Impedem a Alma de tornar-se “gloriosa”, apesar de lhe ter sido concedido “o livre entendimento, a vontade libertada e a memória”.

Lembro-me muitas vezes desta Alma, sobretudo quando ocupo a mente com futilidades ou quezílias.

Ultimamente, tenho regressado, muito devagar, a um dos meus grandes prazeres: ler.

E reencontrei o tema.

Com Afonso Cruz.

image[5]

– A boca do paraíso é a boca de um frasco. […] Sabe porquê? Por causa do macaco. Imagine um frasco de nozes. O macaco não tem dificuldade em meter lá a mão, mas quando pega nas nozes não consegue tirá-la. Terá de largar as nozes para ser livre. E o paraíso é assim, temos de deitar fora as nozes e mostrar as nossas mãos vazias.

-Há que evitar as nozes. […]

-Isso. As nozes é que não nos deixam ser livres. São as nossas gaiolas.

Digitalizar0077[1]

E eu desejo um 2014 sem nozes!

Com muitos livros.

Livros para adultos, com ilustrações.

E belos trinados de pássaros!

1291081452997[1]

O livro e as ilustrações são de Afonso Cruz.

As fotografias da loja Wook e do blog Prosimetron.