“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).


Deixe um comentário

Milagres

Encontrei esta definição de livro, de Carl Sagan, no blog Tempo Contado, de Rentes de Carvalho.

Passei a acreditar em milagres.

O livro

Carl Sagan[1]

”Coisa impressionante, o livro. Um objecto achatado, extraído de uma árvore, com partes flexíveis onde se encontra impressa uma quantidade de curiosos rabiscos negros. Mas uma olhadela que lhe dês basta para que penetres noutra mente, talvez a de alguém que há milhares de anos faleceu. Claramente, silenciosamente, através dos milénios, dentro da tua cabeça um autor dirige-se a ti. A escrita é talvez a maior das invenções humanas, unindo gente que nunca se conheceu, cidadãos de épocas remotas. Os livros quebram as algemas do tempo. Um livro é prova de que os humanos são capazes de fazer milagres”- Carl Sagan

O post está aqui.