“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).


9 comentários

Cheesecake de abóbora com laranja

A última tentação cá de casa.

Deixámos a tarte baklava e ficámos nas 1000 variações do cheesecake da Mafalda.

Confissão: nunca sigo uma receita sem inventar; é uma característica que me afasta completamente da minha Mãe, tão rigorosa e precisa.

A minha Mãe mede ao grama os ingredientes e exaspera-se com as minhas invenções.

Eu, se medir ao grama, sinto-me infeliz…

Resultado: o cheesecake de maracujá da Mafalda chega à nossa mesa muito diferente da criação da Mafalda.

Aliás, eu nem tenho maracujás…

Experiência 1:

cheesecake abóbora paint

A minha receita:

1 pacote de bolachas digestivas, sem açúcar, esmagadas pela Beatriz, com 100 g de manteiga sem sal (amolecida);

2 colheres de sopa de água quente;

1 colher de sopa de gelatina em pó;

sumo de uma laranja;

250 g de queijo mascarpone;

1 iogurte natural;

150 g de açúcar fino

1- Forre a base de uma forma de tarte com papel vegetal.

2-Preencha-a com as bolachas trituradas, comprima e reserve no frigorífico.

3- Dissolva a gelatina em água quente.

4- Bata o queijo, o iogurte e o açúcar, até obter uma mistura cremosa.

5- Junte o sumo de laranja muito lentamente.

6- Adicione a gelatina.

7- Bata e coloque o preparado na forma.

8-Depois de endurecer um pouco no frigorífico, decore com doce de abóbora com laranja Frasco de Memórias.

Os verdadeiros gulosos devem substituir o iogurte por 250ml de natas.


9 comentários

Dias com Mafalda

O Inverno passou.

As longas tardes chuvosas fizeram parte destes meses cinzentos e eu fui adiando o registo das nossas actividades na cozinha.

Como a Beatriz cresceu!

O  meu bebé é uma menina de três anos que faz questão de ajudar a fazer o almoço… com o mesmo entusiasmo com que brinca com os legos!

Andamos a explorar este livro que eu comprei atraída pelas fotografias (e pela belíssima louça de mesa).

Não tinha uma imagem especialmente simpática da autora; nem antipática…

Para mim, era uma senhora bonita, chef, que escrevia livros de culinária.

O veredicto – cada vez gosto mais do livro: é como se autora nos recebesse em casa, com a simplicidade de quem nos quer agradar. Com autenticidade.

As receitas são fáceis de seguir e mantêm o sabor dos ingredientes!

Etapa 1: escolher o que vamos fazer.

livro de receitas da mafalda

peixe assado receita

Este tem sido um dos pratos mais repetidos, embora com algumas variantes.

livro de receitas abóbora

E a abóbora-manteiga assada no forno também.

Com sal, azeite e orégãos; ou com amêndoas, laranja e mel, …

tarte de baklava

livro de receitas mafalda

A tarte ainda não fizemos mas, em compensação, andamos muito interessadas nuns óculos de sol coloridos para a Beatriz!