“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).


6 comentários

O Grande Voo do Pardal

Foi um Verão de histórias e descobertas.

Partilhadas.

Andámos por várias bibliotecas e conseguimos vários livros novos todas as semanas.

O grande voo do pardal capa

O Grande Voo do Pardal foi o grande voo da Beatriz para narrativas mais extensas e complexas.

Eu descobri os livros infantis de Lídia Jorge e redescobri o prazer literário do conto.

O grande voo do pardal 7

O protagonista Henrique Gaspar descobriu que uma casa perfeita, um jardim perfeito, um sofá Divani perfeito não preenchem uma vida.

O grande voo do pardal 9

E descobriu que um coração não se preenche se não se partilhar a vida com outro ser: nem que seja um ser aparentemente com “penas enxovalhadas, cinzento encardido […] irrequieto, glutão, atrevido”.

O grande voo do pardal 15

Antes de afastar o “montinho de penas”, invasor do jardim perfeito, com um “piparote” sente um baque no coração:

“Uma perna só! Oh! Pobre pardalinho!”

O grande voo do pardal 19

O Perna Só instala-se na casa perfeita e as lições sucedem-se para Henrique Galvão.

O grande voo do pardal 21

Valores como compaixão, altruísmo, amizade e liberdade perpassam o livro.

As ilustrações de Inês de Oliveira revelam esses valores de forma extraordinária: não me canso de apreciar as ilustrações.

O grande voo do pardal 25

A Beatriz, na véspera da devolução do livro, pediu-me para o comprar.

Eu só precisava de uma desculpa para voltar às compras dos livros infantis, mas penso que será muito lido por nós e um excelente mote para discutir questões profundas que a Beatriz ainda não tem capacidade para problematizar.

Editora: D.Quixote.