Frasco de Memórias

“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).


7 comentários

Pessoas

Um pediatra conhecido referia, numa entrevista, a sua estranheza pelo facto dos pais de hoje estarem tão obcecados em proporcionar aos seus filhos os melhores colégios, as melhores atividades, as ideologias mais em voga que se esqueciam do essencial.

Deu o exemplo de uma família que inscreveu o seu filho num colégio Waldorf que o obrigava a percorrer 40km diários, colocando para segundo plano os avós que estavam disponíveis para o neto. O pediatra ironizava e perguntava se era mais importante as crianças relacionarem-se com as árvores ou com as pessoas com uma herança incrível para transmitir.

De facto, o poder dos avós não tem concorrência.

Mas também se aprende muito num passeio com a tia, numa conversa com os vizinhos ou num almoço em casa dos amigos.

Aprende-se o que uma sala de aula nunca poderá ensinar; não é o cálculo matemático, nem a língua estrangeira, mas aprende-se a questionar o mundo (ainda que seja ainda o pequeno mundo dos 5 anos); aprende-se a respeitar o outro e as suas diferenças, aprendem-se competências sociais, inicia-se a autoanálise, desenvolvem-se os afetos.

katrina-campbell

Se quero que a Beatriz seja poliglota ou tenha o raciocínio de um matemático ou seja um líder do futuro?

Claro, mas apenas na medida em que essas competências lhe possam proporcionar Felicidade.

No fundo de mim, quero que seja uma  cidadã lúcida e responsável e uma jovem com os afectos bem resolvidos.

E esse é, sem dúvida, o verdadeiro sucesso do ser humano.

Essa é a verdadeira Felicidade.

 

Blog da fotógrafa Katrina Campbell.